Troféu homenageia escolas que abordaram a cultura negra no Carnaval 2019

Troféu homenageia escolas que abordaram a cultura negra no Carnaval 2019
Portela e Paraíso do Tuiuti na última edição do Troféu Conselheiro Ed Miranda. Foto: Divulgação.

O Troféu Conselheiro Ed Miranda Rosa de Cultura Negra no Carnaval, promovido pelo Conselho Municipal de Defesa dos Direitos do Negro (Comdedine), contemplará escolas de samba que abordaram a temática afro-brasileira nos enredos de 2019. A cerimônia de entrega acontecerá nesta quinta-feira, 19 de setembro, às 17h, na Biblioteca Parque Estadual, no Centro do Rio de Janeiro.

Anualmente o troféu consagra agremiações e profissionais que levantaram questões sobre a origem, expressões e personalidades negras no Carnaval carioca. Em sua 14ª edição, o evento homenageará 35 nomes de 14 categorias, como pesquisador, bloco, carnavalesco, passista e velha guarda, além de representantes do poder público.

Identidade

O secretário Municipal de Cultura do Rio de Janeiro, Adolpho Konder, é um dos homenageados especiais. Ele destacou a importância do samba na formação da identidade cultural carioca. “O carnaval foi o pioneiro em dar visibilidade à cultura negra e também é um instrumento de resistência, reflete a cultura do povo. Precisamos valorizar os artistas que se empenham durante todo o ano pra construir a nossa grande manifestação cultural.”

Para a presidente do Comdedine-RJ, Fátima Malaquias, a premiação é uma maneira de reverenciar os profissionais que ajudam a perpetuar a cultura negra pela arte. “O maior espetáculo da terra tem as raízes fincadas em solo africano. É no Carnaval que essa cultura é vista pelo mundo inteiro, e isso é feito com muita luta e muito suor. Nada mais justo do que homenagear as pessoas que colocam a história do negro na passarela.”

Personalidades

A Biblioteca Parque Estadual abrirá as portas para receber quem enalteceu a cultura negra no Carnaval 2019, como a Acadêmicos de Vigário Geral, que lembrou dos governantes do antigo Reino do Congo, além da Mangueira, que tratou dos heróis nacionais marginalizados. A lista ainda traz personalidades como o mestre Manuel Dionísio, o carnavalesco e comentarista Milton Cunha, e a rainha de bateria da verde e rosa, Evelyn Bastos.

A premiação conta com apoio da Secretaria Municipal de Cultura, Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos e Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa e do Rio de Janeiro.

Serviço

Troféu Conselheiro Ed Miranda Rosa de Cultura Negra no Carnaval

Local – Biblioteca Parque Estadual.

Endereço – Av. Presidente Vargas, 1.261, Centro

Data – Quinta-feira, 19 de setembro.

Horário – Às 17h.

Entrada – Gratuita.

Curta facebook.com.br/revistacarnaval.
Siga twitter.com/revistacarnaval.
Acesse instagram.com/revistacarnaval.
Inscreva-se em nosso canal no YouTube.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*