Regina Celi: Não vou parar de lutar pelos meus direitos

Regina Celi Não vou parar de lutar pelos meus direitos
Reprodução.

A ex-presidente da Acadêmicos do Salgueiro, Regina Celi Fernandes, expulsa do quadro social da escola, na segunda-feira, 4 de novembro, usou as redes sociais para afirmar que lutará por seus direitos. Na mensagem, ela destacou sua contribuição para a escola e pediu “chega de covardia e perseguição”.

Regina Celi Fernandes comandou o Salgueiro entre 2009 e dezembro de 2018. Ela deixou o cargo após uma intensa disputa judicial sobre a validade da chapa com que disputou à presidência da escola no ano passado.

Mensagem de Regina Celi

Prezados e estimados amigos Salgueirenses,

Mais uma vez, tentam saquear o meu direito.

Todos do mundo do samba sabem e reconhecem o trabalho que realizei.

Coloquei o GRES Acadêmicos do Salgueiro no mais alto patamar do samba – respeitado e admirado por todos, o que, sem sombra de dúvida, causou um mal estar àqueles que desejavam usufruir da Agremiação.

Legitimamente, venci uma eleição direta, com maioria absoluta de votos. Não só o meu direito, mas o direito daqueles que votaram em mim, foi cassado abruptamente.

Surpreendentemente, a Comissão Eleitoral que aprovou a chapa por mim apresentada foi a mesma que, após a eleição, a impugnou.

O Presidente do Conselho Deliberativo, que participava diretamente de todas as decisões da Escola juntamente com a nossa Diretoria, hoje diz que os atos praticados foram ilegais.

O Vice Presidente da Escola, que sempre nos acompanhou em todas as decisões, hoje diz que as decisões foram ilegais.

E não para por aí.

Na data de ontem, fui surpreendida com a decisão de que todos os meus direitos adquiridos ao longo dos anos, foram cassados sob argumentos chulos e inverídicos.

Não sei quando isso vai parar, mas sei que não vou parar de lutar pelos meus direitos.

Chega de covardia e perseguição.

Aqueles que estão me apoiando, certamente não ficarão decepcionados, pois lutarei até o fim para restabelecer todos os meus direitos.

Um grande abraço!

Regina Celi dos Santos Fernandes

Desfile

No Carnaval 2020, o Salgueiro homenageará Benjamin de Oliveira, o primeiro palhaço negro do Brasil. A escola apresentará o enredo O rei negro do picadeiro, desenvolvido pelo carnavalesco Alex de Souza, e será a terceira agremiação a se apresentar, na Sapucaí, na segunda-feira, pelo Grupo Especial.

Curta facebook.com.br/revistacarnaval.
Siga twitter.com/revistacarnaval.
Acesse instagram.com/revistacarnaval.
Inscreva-se em nosso canal no YouTube.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*