Musa da Unidos de Bangu quer brilhar na Sapucaí

Musa e ex-primeira-dama da Unidos de Bangu, Carol Strassy quer agitar a Sapucaí. Ela representará uma sacerdotisa do sol em seu segundo ano no posto e revelou que sempre foi apaixonada por samba e Carnaval. Este ano ainda desfilará na ala de passistas da Acadêmicos do Salgueiro.

Carol Strassy detalhou sua ligação com o Carnaval. “Comecei a minha trajetória no samba como passista da Mocidade Independente de Padre Miguel. Depois engravidei e fiquei afastada por um tempo. Em seguida, retornei como passista da Beija-Flor e, depois, do Salgueiro, onde agradeço muito ao diretor da ala, Carlinhos do Salgueiro, pelos ensinamentos. Na vermelho e branco da Tijuca, estou desde 2017 como passista.”

A presença em uma roda de samba ajudou Carol a ingressar no Carnaval. “Sempre gostei muito de sambar em rodas de samba. Tanto que um dia uma antiga mulata da Mocidade me viu sambar, me convidou para fazer um teste e acabei entrando na verde e branco. Foi assim que passei a fazer parte do mundo do samba.”

Cria de Bangu

Nascida e criada em Bangu, ela revelou seu carinho e amor pela Mocidade, Unidos de Bangu e Unidos de Padre Miguel. Em seu segundo ano como musa da vermelho e branco, Carol promete muito samba na Avenida. “Desde que a Unidos de Bangu desenrolou a bandeira, venho acompanhando a escola. No primeiro ano, desfilei no carro e, no segundo, também. Ano passado como primeira-dama, deixei de vir em alegoria para sambar como musa no chão da escola. No ano passado, recebi o convite de Sandro Avelar e Rosana Farias para ser a rainha de bateria da Unidos da Ponte e da Rosas de Ouro, em Vitória, no Espírito Santo. Este ano, portanto, será o meu segundo ano pela vermelho e branco da zona oeste.”

Para manter a forma e ganhar resistência para os desfiles, Carol disse que raramente faz exercícios físicos, prefere os ensaios e as aulas de dança no Salgueiro. “Meu corpo é natural, Acho que para manter a forma os ensaios de rua das escolas e as aulas de dança ajudam muito. Na verdade, a minha briga é para ganhar peso e não perder. Eu preciso ganhar massa porque a minha facilidade de emagrecer é grande por conta dos ensaios. Dois meses antes do Carnaval, por exemplo, a maratona é intensa. Eu me alimento bem e não abuso. Perto do desfile, eu fortaleço a alimentação com carboidratos. Com relação a fantasia da Unidos de Bangu, posso adiantar que o público terá uma grande surpresa na Avenida.”

Desfile

Primeira escola a pisar a Sapucaí no sábado de Carnaval em 2019, pela Série A, a Unidos de Bangu apresentará o enredo Do ventre da Terra, raízes do mundo, que será desenvolvido pelos carnavalesco Alex Oliveira e direção artística de Edson Pereira.

Curta facebook.com.br/revistacarnaval. Siga twitter.com/revistacarnaval. Acesse instagram.com/revistacarnaval.
Inscreva-se em nosso canal no YouTube.



Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*