É oficial a devolução da chave do palácio das emoções, o Anhembi

Foto: Marcela Lima.

Por: Wenderson França.

Colaboração: Marcela Lima.

Confira as entrevistas dos presidente da escola campeã (Mancha Verde) e vice-campeã (Dragões da Real) do carnaval de São Paulo.

Infelizmente, mais um carnaval chega ao fim. Mas não deixe que a tristeza te aflija. Afinal dentro das agremiações os pauzinhos já se movimentam rumo ao carnaval de 2020.

Durante a madrugada desta sexta-feira, (08), as oito escolas campeãs do carnaval de São Paulo, passaram novamente pela passarela do samba.

A noite teve início com a escola Estrela do Terceiro Milênio, campeão do grupo de acesso 2. A escola da zona sul de São Paulo, cantou na avenida “Coragem! Somos nós que fazemos a vida…” um enredo inspirado na história da humanidade, o objetivo do enredo foi levar exemplos de coragem e inspirações  do cotidiano. E deu certo, em 2020 a Estrela do Terceiro Milênio retorna, então ao grupo de acesso 1 e busca uma vaga ao lado da elite do carnaval.

A segunda escola a passar pelo sambódromo do Anhembi na noite das campeãs, foi o Barroca Zona Sul, a agremiação que tem sua origem situada na Vila Mariana, cantou o enredo “Okê arô” homenageando o orixá Oxóssi, garantindo então o seu espaço entre as maiores do carnaval no grupo especial de São Paulo.
Muito emocionado, já dentro da avenida o mestre de bateria Acerola de Angola, disse “Foram 6 difíceis anos de trabalho desde que assumi a frente da bateria, mas agora estamos preparados”.  Ao ser questionado sobre a atual dificuldades do carnaval, aonde vence quem erra menos, Acerola ainda disse “Se Deus quiser vai da tudo certo. Vamos fazer um trabalho maior ainda pra se manter e daqui 3,4 anos podemos ser campeões do carnaval de São Paulo” concluiu.

Já a terceira escola a desfilar foi a campeã do grupo de Acesso, Pérola Negra. A escola da Vila Madalena, localizada na zona Oeste de São Paulo, cantou pela primeira vez na sua história um enredo afro, abocanhando então o título e um espaço no grupo especial no próximo ano. A agremiação levou a avenida o enredo “Da majestosa África, tu és negra mulher guerreira a verdadeira Pérola Negra.” E pode celebrar junto aos seus componentes a volta à elite na noite das campeãs.

GRUPO ESPECIAL

Abrindo os trabalho das 5 escolas campeãs do grupo especial do carnaval de São Paulo 2019, a Império de Casa Verde, foi a primeira a mostrar o seu trabalho coroado com o quinto lugar pelos jurados, que avaliaram nove quesitos.

A escola do Presidente Alexandre Furtado, situada no bairro da Casa Verde, cantou em 2019 o enredo “Império Contra-Ataca”
que  rendeu a quinta colocação. Diferente de 2018, ano em que a escola ficou a uma posição das campeãs, na noite passada a Império pôde então comemorar a volta ao desfile das campeãs e exibir ao sambistas presentes a sua taça de quinta colocada ao som de grandes clássicos do cinema.

Viva a nação Peruana! A quarta escola a passar pelo Anhembi, apresentando novamente o trabalho elaborado em um ano, mas agora com sabor de campeã, foi a Unidos de Vila Maria. A agremiação cantou para levar a quarta colocação do carnaval de São Paulo, o enredo “Nas asas do grande pássaro, o vôo da Vila Maria ao império do Sol”. Com uma das melhores afinações do carnaval, a bateria Cadência da Vila, do mestre Rodrigo Moleza, foi mais uma vez a sensação da noite.

Já entre as três melhores do carnaval, ficou a Rosas de Ouro, a escola  entrou em cena e encantou com um desfile luxuoso e com muita riqueza de detalhes, cantou o samba enredo “Viva Hayastan”.

A agremiação que ficou literalmente entre a nata do carnaval paulistano em 2019, depois de amargurar o 8° lugar em 2018, desceu á avenida muito empolgada e mostrando que voltou a fazer bons carnavais.

“Invenção do tempo. Uma odisséia em 65 minutos” esse foi o enredo da vice-campeã do carnaval paulistano 2019, a Dragões da Real.

Por mais um ano a Vermelho, Branco e Preto ficou no “quase”, há alguns anos a agremiação vem realizando um belo carnaval, e sem duvidas um dos melhores de São Paulo, causando boa impressão e sendo uma das favoritas do público carnavalesco.

Ao questionar o Presidente da escola, Renato Romandini, ( Tomate), sobre o vice campeonato consecutivo,  o presidente se mostrou confiante, e citou o ditado popular, “Água mole, pedra duro, tanto bate, até que fura”. E completou citando também alguns pontos que podem ter atrapalhado a Dragões na busca pelo primeiro lugar em 2019, “É detalhe, tomamos uma chuva na concentração, também saindo da quadra e atrapalhou não tem jeito. Mas não colocamos a culpa em nada não, erramos também e vamos fazer o melhor pra ano que vem chegar” concluiu. Ainda em entrevista ao Revista Carnaval, o presidente disse sobre 2020 “O que vocês podem sempre esperar da Dragões da real é uma escola leve, alegre e feliz. Já começamos trabalhar hoje pensando no próximo carnaval” finalizou com um sorriso e o gostinho de mais um vice.

 A GRANDE CAMPEÃ DO CARNAVAL DE SÃO PAULO 2019

A campeão por mérito do carnaval de São Paulo foi a gigante Mancha Verde, a agremiação que tem somente 24 anos de existência leva pela primeira vez na sua história a taça de campeã do carnaval para sua comunidade.

Cantando o enredo “Oxalá, salve a princesa! A saga de uma guerreira negra” a escola fez um carnaval pra lá de especial e rico, sem duvidas um dos mais belos carnavais feito nos últimos anos em São Paulo.

Após perder o carnaval em 2018 no quesito alegoria, ficando então na 3º colocação, a escola contratou para esse ano o carnavalesco, Jorge Freitas, campeão de 5 carnavais em São Paulo. A escola  deu um show de acabamento e imensidão dentro da avenida, o que rendeu então o primeiríssimo lugar no pódio das campeãs.

Em entrevista, o Presidente da Mancha Verde, Paulo Rogério de Aquino (Serdan), falou sobre a sensação de ser pela primeira vez campeão do carnaval no grupo especial. “A melhor possível, um carnaval disputadíssimo, cheio de intimidades tradicionais, então estamos bastante felizes” concluiu. Ao ser questionado se a Mancha se sente mais preparada para construir uma história dentro do carnaval de São Paulo, Serdan, confirmou “Esse é o primeiro de muitos”.

A escola então atravessou a avenida com a taça de primeiro lugar e reverenciou os sambistas e público presente, que juntos fizeram uma linda festa encerrando oficialmente o carnaval 2019.

 

Galeria de Fotos

Fotos: Marcela Lima/Wenderson França.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*